Opinião & Análise

JOTA Concursos: Estudo não é peso a ser carregado

Quem quer passa, basta não desistir e se de dedicar.

Concurso público é a forma que a Constituição do Brasil escolheu para, em regra, serem providos os cargos públicos no País. Desse modo, aqueles que por amor, convicção ou vocação têm nesses cargos o seu sonho, devem obrigatoriamente passar pelo caminho do concurso público para obter a aprovação, e consequentemente, a posse.

Além disso, de alguma forma, concurso hoje virou também uma solução para muitas pessoas, quer pela baixa oferta de empregos na iniciativa privada que paguem salários em cargos semelhantes aos da área pública, quer pela estabilidade que o serviço público proporciona, ou ainda em razão de uma cultura instalada no País de que o serviço público é a melhor opção profissional.

Não importa a razão que te leve ao concurso. Se o seu objetivo profissional passa por ele, encare o desafio, e saiba que é possível ser aprovado no concurso que você deseja, pouco importando qual seja. O caminho pode ser mais curto ou mais longo, mais fácil ou mais difícil, tudo depende do seu grau de envolvimento, de dedicação e de comprometimento com o cumprimento da meta. Quem quer passa, basta não desistir e se de dedicar.

Portanto, qualquer que seja o motivo que vai te unir ao concurso público, certo é que ele é uma realidade no Brasil, que deve ser explorada, e desmistificada para se atingir o resultado pretendido quando se ingressa nesse mundo concurseiro.

Focado nisso, começamos hoje essa coluna quinzenal, a convite do Jota, sobre concursos públicos. Nela teremos a oportunidade de interagir com os leitores, apresentando notícias sobre concursos, dicas de estudo, informações sobre provas e bancas examinadoras, e debatendo questões interessantes que são cobradas nas mais diversas provas, sobretudo aquelas relacionadas às carreiras jurídicas. Será um espaço para aqueles que vivem a vida do concursos, para os que pretendem ingressar na vida concurseira, e ainda para os que, de alguma forma, têm curiosidades sobre esse mundo.

Deixo, por fim, uma primeira dica, fonte de todas as demais dicas que já antecipamos, será nosso próximo tema: o estudo para ser aprovado em concurso não pode se tornar um peso que você vai carregar. Por essa razão, ainda que não seja fácil, tente deixá-lo o mais agradável possível, buscando interagir coisas que te agradam com o concurso. Na próxima coluna, daremos dicas de como fazê-lo ficar mais agradável.

Um abraço e bons estudos a todos.

 


Rodrigo Becker – Advogado da União. Mestrando em Direito Público pela UNB. Professor de Processo Civil na ESA/OAB­DF e no IMAG­DF. Coautor do livro “Direito Processual Civil – Série Advocacia Pública, da editora Método. Conselheiro Seccional da OAB­ DF. Aprovado nos seguintes concursos: Advogado da União (14º lugar), Promotor de Justiça de Goiás (4º lugar), Defensor Público do RS, Procurador do Estado de Roraima (7º lugar), Procurador do Estado de Sergipe, Procurador Federal, Analista do STJ (11º lugar), Analista do TJDF (18º lugar), Procurador do CREA.

Victor Trigueiro – Advogado da União, Mestre em Direito, Estado e Constituição pela UnB. Professor e Coach no Curso Preparatório para concursos Observatório dos Tribunais. Professor de Direito Administrativo em Cursos Preparatórios para Concursos em Brasília, Professor de Processo Civil na ESA/DF, Ex-analista do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, aprovado e nomeado nos seguintes concursos: Procurador do Município de Aracaju, Analista Judiciário – Área Judiciária/Execução de Mandados no TRT 5, TRT 2 e TRF 3.


Faça o cadastro gratuito e leia até 10 matérias por mês. Faça uma assinatura e tenha acesso ilimitado agora

Cadastro Gratuito

Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito