Saúde

VIGILÂNCIA SANITÁRIA

Anvisa interditará parte da Bahiafarma após reclamações sobre teste de dengue

Medida é cautelar e não irá recolher produtos distribuídos ao SUS; laboratório diz que cumprirá exigências

Teste rápido da Bahiafarma/ divulgação Bahiafarma

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) fará interdição cautelar na área de produtos para saúde do laboratório público Bahiafarma, segundo apurou o JOTA.

A medida irá impedir a produção nesta área e foi realizada após reclamações de estados sobre a eficiência de teste rápido para dengue, chikungunya e zika, conforme revelou o jornal O Estado de S. Paulo. A agência realizou nesta semana inspeção no local, em parceria com a vigilância sanitária da Bahia.

O teste é comprado pelo Ministério da Saúde e distribuído ao Sistema Único de Saúde (SUS). O governo federal adquiriu cerca de R$ 120 milhões do produto em 2016 e R$ 160 milhões em 2017.

A interdição cautelar não levará ao recolhimento dos produtos nos estados. Também não há interdição na área de fabricação de medicamentos, como insulina.

O JOTA apurou que foram encontrados desvios no controle de qualidade e feitas exigências de adequações à Bahiafarma. A resolução sobre a interdição cautelar deve ser publicada nos próximos dias no Diário Oficial da União (DOU).

A Bahiafarma afirmou nesta quinta-feira (7/2) que está “em processo de vistoria regular da Anvisa, no qual foram feitas algumas exigências – que serão cumpridas. Também afirmou que o “processo está em aberto para a empresa apresentar as respostas às exigências”.

A Bahiafarma também disse (íntegra da nota) que é incorreta a informação de que laudo do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) reprovou o teste vendido pelo laboratório público. Procurado, o instituto não se manifestou até a publicação deste texto.

A Anvisa confirmou ao JOTA que “realizou a inspeção na fábrica e o processo investigativo está em curso”, mas disse que não poderia “antecipar qualquer informação oficialmente.


Faça o cadastro gratuito e leia até 10 matérias por mês. Faça uma assinatura e tenha acesso ilimitado agora

Cadastro Gratuito

Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito