Justiça

CNJ

Os números da Justiça em 2016

CNJ divulga relatório sobre custo e desempenho do Judiciário brasileiro

justiça
crédito: Pixabay

O Conselho Nacional de Justiça divulgou nesta segunda-feira (4/9) relatório com dados do Judiciário brasileiro reunidos em 2016. O documento foi apresentado  em meio a defesas da atuação dos juízes e críticas a movimentos  para esvaziar o trabalho dos magistrados.

“O poder Judiciário não tem nenhum interesse e nem pode em uma República, se mostrar encoberto por quem quer que seja”, afirmou a presidente do Supremo Tribunal Federal e do CNJ Cármen Lúcia.

“Nós estejamos sempre atentos para atos de grandeza, mas também muito atentos para movimentos recentes que procuram minimizar, enfraquecer a figura do juiz, a instituição do Poder Judiciário. Há várias estratégias para se chegar a esse ponto. De sorte que a primeira reação é através de atos de grandeza. A segunda reação é termos consciência que a situação que está aí leva o Brasil ao naufrágio é só o Poder Judiciário pode levar nossa nação a um porto seguro”, afirmou o ministro do STF Luiz Fux.

 

 

R$ 84,8 bilhões
é o custo do Judiciário em 2016

R$ 47,7 mil é
o custo por magistrado – número envolve a remuneração dos juízes, encargos sociais e despesas com passagens aéreas e diárias, entre outras

R$ 95.895.
é quando chega o gasto mensal com juiz no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul

76,9 milhões
é o número de processos aguardando decisão da Justiça – aumento de 3,6% em relação a 2015.

29,4 milhões
é o número de novos processos que chegaram à Justiça

94%
dos processos estão na 1ª instância – sendo que a média de trabalho desses magistrados é de 7.192

18.011

são os magistrados –  75 são ministros nos tribunais superiores, 15.507 são juízes, 2.258 são desembargadores e 171 são juízes substitutos de 2º grau

442.365
pessoas trabalham no Judiciário

Os dados do CNJ tratam de quatro tribunais superiores, cinco tribunais regionais federais (TRFs), 24 tribunais regionais do trabalho (TRTs), 27 tribunais regionais eleitorais (TREs), 27 tribunais de justiça estaduais (TJs) e três tribunais de justiça militar estaduais (TJMs).


Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito