Justiça

Novo governo

Jair Bolsonaro vai ser diplomado presidente a dois dias de nova cirurgia

Cerimônia vai ocorrer no dia 10 de dezembro

Bolsonaro vota no Rio de Janeiro / Crédito: Tânia Regô/Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai diplomar o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) no dia 10 de dezembro, 11h, antes de ser submetido a um novo procedimento cirúrgico, último previsto por conta da facada que levou durante ato de campanha em setembro.

A Presidência do TSE e o governo de transição negociaram a data nesta quarta-feira. A ideia do TSE é que a cerimônia ocorresse até o dia 11 de dezembro. A data foi apresentada ao ministro extraordinário do governo de transição, Onyx Lorenzoni, que ficou de consultar Bolsonaro e informar a posição do presidente eleito.

A data limite para a diplomação é dia 19 de dezembro. A diplomação é o ato pelo qual a Justiça Eleitoral atesta que o candidato foi efetivamente eleito pelo povo e, por isso, está apto a tomar posse no cargo.

O TSE requereu ainda que o presidente eleito e o partido dele, o PSL, antecipem as prestações de contas em cinco dias, cujo limite é o dia 17 de novembro. Dessa forma, seria possível seguir os prazos previstos na legislação eleitoral e realizar a diplomação em 11 de dezembro.

O novo procedimento cirúrgico será para retirar a bolsa de colostomia. O procedimento será no Hospital Albert Einstein, em São Paulo e deve ocorrer no dia 12 de dezembro.


Você leu 1 de 3 matérias a que tem direito no mês.

Login

Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito