Jotinhas

Acessibilidade

Rede Acessibilidade faz pesquisa sobre acessibilidade nos sistemas do Judiciário

Objetivo é mapear dificuldades enfrentadas por deficientes visuais na utilização das plataformas processuais

Crédito: Pexels

A Rede Acessibilidade Jurídica realiza uma pesquisa sobre a acessibilidade para pessoas com deficiência visual nos sistemas de processos judiciais eletrônicos. O objetivo é elencar as principais dificuldades enfrentadas por esses usuários na utilização das diversas plataformas do país.

A pesquisa pretende colher respostas e contribuições de deficientes visuais que sejam advogados, estudantes de Direito, bacharéis, servidores públicos ou acadêmicos, além de pesquisadores e profissionais de outras áreas que necessitam utilizar os sistemas de processos judiciais eletrônicos.

Ao final da pesquisa, será elaborado um relatório com todos os pontos a serem corrigidos e, com a contribuição dos próprios participantes, as possibilidades de solução de cada falha relatada. Esse relatório será disponibilizado ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e às demais instituições parceiras.

De acordo com o secretário da  Secretaria Nacional de Justiça do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), Cláudio Panoeiro, que apoia a iniciativa, “a proposta da pesquisa é identificar as debilidades atuais dos sistemas dos tribunais brasileiros e, a partir disso, propor soluções que viabilizem a justiça digital”.

A pesquisa é realizada por meio deste formulário e é possível participar até a quarta-feira (30/9). 

A Rede Acessibilidade Jurídica busca promover melhores condições de acessibilidade e inclusão para os estudantes de Direito e profissionais da área jurídica que possuem deficiência visual.


Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito