Opinião & Análise

Constituição

Onde a mulher é minoria

Cota de 30% esbarra em normas de tribunais eleitorais

Crédito Gustavo Lima / Câmara dos Deputados

O tema das ações afirmativas ganhou força com a edição da Constituição de 1988 e com a celebração de tratados internacionais de direitos humanos pelo Brasil. No âmbito eleitoral, buscou-se, desde cedo, suplantar um vácuo histórico na participação política feminina. Em 1932, como é sabido, superou-se a proibição ao voto feminino. Tal iniciativa, porém, não […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.