Justiça

Lava Jato

Ovo da Serpente: Petrobras forneceu lista de seus advogados a Cunha

Estatal repassou informações sensíveis a deputado federal recém-eleito em 2003

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Em meio às milhares de informações repassadas pela Petrobras para Eduardo Cunha, em 2003, o deputado recebeu informações dos escritórios de advocacia contratado pela petrolífera, assim como os processos licitatórios das contratações.

As informações foram enviadas pelo então presidente da Petrobras, José Eduardo Dutra. Cunha foi avisado de que os dados continham a estratégia jurídica da companhia. Ele não explica no documento enviado a Cunha o que isso significa.

Como toda grande empresa, a Petrobras possui relação com mais de um escritório de advocacia e ativa ou passivamente possui intensa atividade judicial. Em alguns tribunais, é possível acompanhar o andamento do processo e verificar por uma pesquisa simples – algo que não era tão comum em 2003 – quem são os advogados da empresa.

A diferença, neste caso, é que os eventuais andamentos processuais que poderiam ser acessados não mostravam o escritório a que pertencia o profissional. Mais: a Petrobras poderia ter contrato com escritórios que não apareciam, atuando apenas como consultoria jurídica, por exemplo.

Como o JOTA revelou na semana passada, o hoje presidente da Câmara dos Deputados iniciou uma disputa com a Petrobras e a então ministra Dilma Rousseff ainda no primeiro dia do primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, quando Dilma chefiava as Minas e Energia.

No primeiro capítulo da série Ovo da Serpente, documentos mostram que Cunha buscava segredos relacionados à construção de plataformas de exploração de petróleo que, anos depois, tiveram seus contratos analisados a fundo pela operação Lava Jato, com fortes indícios de irregularidade. O segundo capítulo mostrou que a Petrobras forneceu dados sobre a estratégia empresarial e informações sigilosas que representavam vantagens competitivas da companhia no mercado.

Na quinta-feira (20/08), o JOTA vai mostrar o embrião do relacionamento entre Eduardo Cunha e uma empreiteira que prestava serviços para a Petrobras.

+JOTA: Acompanhe a série Ovo da Serpente 


Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito