Jotinhas

TCU

TCU vai fiscalizar sistema prisional

Auditoria vai examinar gestão e infraestrutura das penitenciárias

O consórcio alega que teve problemas com as obras por causa das especificidades do empreendimento.

Foi apresentada e aprovada nesta quarta-feira  (25/1) proposta da ministra Ana Arraes, do Tribunal de Contas da União (TCU), para que seja realizada auditoria coordenada com os tribunais de contas dos Estados e municípios para examinar a gestão operacional e de infraestrutura das penitenciárias do Brasil.

A proposta foi aprovada por todos os ministros presentes da sessão da quarta-feira. Agora, seguirá para as áreas técnicas que lidarão com a implementação do plano.

As fiscalizações serão destinadas à análise das medidas emergenciais que estão sendo adotadas para lidar com a atual crise e à análise da gestão, dos custos e das tecnologias de apoio associados ao sistema prisional.

“Embora a gestão carcerária seja função principal dos Estados federados, é importante destacar que o saldo atual do Fundo Penitenciário Nacional é superior a R$ 3 bilhões”, afirmou a ministra.

Segundo Arraes, a Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil  (Atricon), o Conselho Nacional dos Procuradores Gerais de Contas (CNPGC) e o Instituto Rui Barbosa (IRB) já apresentaram recomendações de auditoria no sistema prisional aos tribunais de contas locais e ao TCU.


Faça o cadastro gratuito e leia até 10 matérias por mês. Faça uma assinatura e tenha acesso ilimitado agora

Cadastro Gratuito

Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito