Jotinhas

Lava Jato

Mudança em prisão preventiva pode reduzir sensação de impunidade, diz Sergio Moro

Juiz federal da operação Lava Jato concedeu entrevista para a Associação de Juízes Federais na TV Justiça

A aprovação de novos critérios para a prisão preventiva de réus condenados na segunda instância por crimes hediondos, corrupção, peculato e lavagem de dinheiro pode melhorar a visão da sociedade sobre impunidade no país. A avaliação foi feita pelo juiz federal Sérgio Moro na manhã desta quarta-feira (09/09) em entrevista ao programa Justiça para Todos, veiculado semanalmente na TV Justiça e conduzido pela Associação dos Juízes Federais (Ajufe).

“A transformação do projeto em lei pode reduzir a sensação de impunidade entre a população do país”, afirmou o magistrado, na parte da manhã.

Em seguida, Moro almoçou no restaurante Coco Bambu, especializado em frutos do mar, no centro da capital federal. Foi procurado por clientes, seguranças e até pelos responsáveis pelo estabelecimento para selfies e conversas.

Moro incentivou um segurança a continuar estudando e se dedicando ao Direito, quando questionado por ele se seria possível chegar ao mesmo nível do magistrado, que seria sua inspiração.

Convidado a debater o projeto de lei que muda os critérios de prisão preventiva nestes casos, o magistrado informou que pretende chegar ao Senado pela porta da frente, na chapelaria, em vez de usar uma entrada privativa. O debate está previsto para esta tarde na Comissão de Constituição e Justiça sobre o PLS 402/2015.


Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito