Eventos

webinar

Webinar sobre o desenvolvimento do sistema de patentes será transmitido pelo JOTA

Evento com três painéis, realizado pelo Licks Attorneys, ocorrerá no dia 14 de março a partir das 9h

desenvolvimento do sistema de patentes
Crédito: unsplash

No dia 14 de março, daqui a duas segundas-feiras, às 9h, o Licks Attorneys promoverá o webinar “O desenvolvimento do sistema brasileiro de concessão de patentes”. A inscrição para o evento, que será transmitido pelo canal do YouTube do JOTA, é gratuita.

No evento será debatida a agenda positiva para o sistema brasileiro de patentes. Serão realizados três painéis com três grupos de clientes do sistema patentário:

  • indústria elétrica, eletrônica e de telecomunicações (9h10-10h10);
  • indústria agroquímica (10h20-11h20);
  • indústria farmacêutica (11h30-12h30).

Participam do evento Humberto Barbato, presidente da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee); Renato da Fonseca, superintendente de Desenvolvimento Industrial da CNI; Carlos Aboim, sócio do Licks Attorneys; Maximiliano Arienzo, chefe da Divisão de Propriedade Intelectual do Ministério das Relações Exteriores; José Graça Aranha, representante especial da OMPI para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU; Christian Lohbauer, presidente-executivo da CropLife Brasil; Eduardo Hallak, sócio do Licks Attorneys; Felipe Augusto Machado, coordenador-geral de Economia 4.0 e Propriedade Intelectual do Ministério da Economia; Elizabeth Carvalhaes, presidente-executiva da Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma); e Liliane Roriz, sócia do Licks Attorneys.

A apresentação é realizada por Flávia Maia, repórter do JOTA em Brasília. A moderação fica a cargo de Otto Licks e Regis Arslanian, sócios do Licks Attorneys.

Entre os assuntos objeto do evento, estão os resultados positivos desde 2019 e as ações de Estratégia Nacional de Propriedade Intelectual focadas no sistema de patentes que podem ser implementadas em 2022. Os especialistas também abordarão as melhorias a serem alcançadas para a implementação da primeira alteração da Lei 9.279/96, decidida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), e sugestões para a modernização da legislação de patentes do país.