Do Supremo

Orçamento

Gilmar Mendes abre divergência em caso do Censo. Para ele, pesquisa fica para 2022

Caso está no plenário virtual, onde apenas o relator, ministro Marco Aurélio, e Mendes votaram até o momento

Ministro Gilmar Mendes durante sessão do STF. Foto: Carlos Moura/SCO/STF

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), abriu divergência, nesta quarta-feira (12/5), no julgamento sobre o referendo à liminar de Marco Aurélio que determinou que a União adote medidas para promover o Censo Demográfico do IBGE deste ano. Para ele, a União deve viabilizar a pesquisa em 2022. O ministro argumentou que a […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.


Sair da versão mobile