Sem Precedentes

PODCAST

Sem Precedentes: Bolsonaro mudou de postura em relação ao STF

Segundo capítulo da retrospectiva do podcast do JOTA analisa pautas do STF que ficaram no radar do governo

Bolsonaro
Presidente da República Jair Bolsonaro durante café da manhã com Dias Toffoli, presidente do STF / Crédito: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro (atualmente sem partido) tem, aos poucos, se afastado do discurso de críticas ao Judiciário que mantinha durante a campanha. Esta postura se manteve entre os apoiadores do presidente da ala ideológica, mas, em dezembro, Bolsonaro chegou a elogiar o Supremo Tribunal Federal (STF), dizendo que o Poder que ajuda a garantir sua governabilidade.

Na sessão de abertura dos trabalhos no STF neste ano, Dias Toffoli fez uma defesa prévia de possíveis ataques ao tribunal. As críticas não vieram do governo, mas de parte dos parlamentares, principalmente dos recém-eleitos e que têm como discurso principal o combate à corrupção.

A maior polêmica envolvendo a Corte foi a decisão em novembro de que só pode haver prisão para fins de execução de pena após o trânsito em julgado. Com isso, foram soltos diversos condenados em segunda instância, incluindo o ex-presidente Lula.

Esses e outros temas são abordados no segundo capítulo da série de três episódios da retrospectiva do Sem Precedentes, o podcast do JOTA.

Felipe Recondo, analista-chefe do JOTA, conversou com Diego Werneck, do Insper, Juliana Cesário Alvim, da UFMG, e com Thomaz Pereira, da FGV Direito Rio.

A edição do Sem Precedentes é de Érico Oyama.

Ouça no Spotify:

https://open.spotify.com/episode/4H7ZBmxaPkFDYBxVY9doHf?si=K-djC16vQ_SGSe33AoxfEQ

Ou no SoundCloud:


Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito