Regulação

Regulação

Forjando o mercado: sobre fintechs, sandboxes e competição

Nesse processo, verifica-se o protagonismo do Banco Central (BCB)

câmbio
Edifício do Banco Central do Brasil. Crédito: Beto Nociti/BCB

Não há mercados em estado puro, não existe capitalismo sem o papel constitutivo e a ação reguladora e corretiva do Estado. Mercados autorreguláveis, como advogam certos desavisados defensores do liberalismo econômico, são uma quimera. Compreender como e com que fins o Estado forja e delineia mercados – fazendo-os surgir onde eles não existiam, desenhando seus […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.