Do Supremo

STF

Alexandre de Moraes é eleito como novo ministro do TSE

Moraes vai suceder a ministra Rosa Weber, que deixará a Corte Eleitoral no dia 25 de maio

Alexandre de Moraes
Ministro Alexandre de Moraes, do STF / Crédito: Gil Ferreira/ agência CNJ

O Supremo Tribunal Federal (STF) elegeu nesta quinta-feira (21/5) o ministro Alexandre de Moraes para ocupar uma cadeira no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Moraes vai substituir Rosa Weber, que deixa a presidência do tribunal eleitoral na próxima segunda-feira (25/5). 

Foram nove votos para Alexandre de Moraes, e um voto para o ministro Marco Aurélio. Os dois atualmente são substitutos no TSE quando algum ministro titular não pode comparecer.

“Para mim é uma grande honra poder assumir a titularidade do Tribunal Superior Eleitoral. É o grande tribunal da democracia no Brasil”, discursou Moraes após ser eleito como o novo ministro do TSE. “Além disso, é uma grande responsabilidade suceder a ministra Rosa, que não só presidiu as eleições gerais de 2018, mas teve uma conduta muito primorosa na inclusão do gênero, para que nós possamos realmente chegar a igualdade do gênero, não só nos cargos públicos, mas nos políticos também”.

Na segunda-feira (25/5), Rosa Weber transfere a presidência do TSE para o ministro Luís Roberto Barroso, que terá dois anos de mandato à frente do tribunal. Barroso ficará responsável por coordenar as eleições municipais de 2020, e caberá a ele discutir junto ao Congresso Nacional uma eventual alteração na data da eleição por conta da pandemia da Covid-19.


Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito