Opinião & Análise

direitos humanos

Ecos ao horror: governo de morte é líder de aliança dita ‘pró-vida’

É gravíssima a posição do Brasil na defesa de uma agenda contra o aborto junto a países que matam a comunidade LGBTQIA+ e são ditaduras

aborto damares
A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. Crédito: Alan Santos/PR

Em outubro de 2020, durante a maior crise sanitária e social, o Brasil assinou uma declaração internacional contra o aborto e em defesa da chamada “família tradicional”. A Declaração de Genebra – assinada em Washington durante a administração Trump –, contou, além dos EUA, com endosso de Egito, Hungria, Uganda e Indonésia. Revestida como promotora […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.