Opinião & Análise

Ditadura

Contra fatos da ditadura, não há versões possíveis

Não é uma questão de orientação ideológica promover a busca pelos mortos e desaparecidos na ditadura, mas de justiça

A Comissão de Anistia, do Ministério da Justiça, em parceria com a Comissão Especial de Mortos e Desaparecidos Políticos da Secretaria de Direitos Humanos inaugura as sessões de trabalho de 2016 / Crédito: Wilson Dias/Agência Brasil

O Estado brasileiro torturou, matou, ocultou corpos e promoveu uma série de violações sistemáticas de direitos humanos durante a ditadura militar. Argumentar de modo contrário a isso não é construir uma outra versão, mas ignorar os fatos que foram reiteradamente comprovados pela atuação do próprio Estado Brasileiro e das Cortes Internacionais. Dentro da atuação do […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.