Opinião & Análise

IDDD

Como a Justiça usou as audiências de custódia para ampliar seus tentáculos

Após quatro anos do programa, o que se vê é um cenário alarmante

TJSP
Audiência de custódia em São Paulo / Crédito: Ricardo Lou/TJ-SP

Em 2015, quando as audiências de custódia foram regulamentadas pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça) para tirar do papel um compromisso internacional assumido pelo Brasil duas décadas antes, organizações da sociedade civil celebraram a possibilidade de finalmente ver em prática um mecanismo que, ao mesmo tempo, pudesse servir para filtrar a entrada de pessoas no […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.