Opinião & Análise

Anis - Instituto de Bioética

Caso Mayara Amaral: para que serve tipificar feminicídio?

Debate sobre a violência feminicida deve ir além da pena mínima

Arquivo Pessoal

Mayara Amaral era uma jovem mulher de 27 anos, violonista e professora de música. Morava em Campo Grande, cidade de sua família e para onde havia retornado após terminar um mestrado em Goiânia e passar em um concurso. Os verbos estão no passado, porque infelizmente a história de Mayara foi abreviada há duas semanas. Mas […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.