Opinião & Análise

Corporate Crime Stories

Biopirataria, propriedade intelectual indígena e tentativas de regulação

À medida que se patenteia esse patrimônio baseado em uma abstração jurídica garante-se a exploração exclusiva

Cerrado – Crédito: André Borges/Agência Brasília

Há séculos os guaranis Paî Tavyterã e Kaiowa indígenas que vivem na região fronteiriça entre o Paraguai e o Brasil, têm usado as folhas de estévia – “Ka’he’ê”, ou “erva doce” na língua indígena – para adoçar seu mate. Em 1887, um botânico suíço, Moises Bertoni, soube das propriedades da planta silvestre dos guaranis e […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.