Saúde

Nada em pauta

TSE: não há discussão sobre passaporte da vacina contra Covid-19 nas eleições

Quando tomar medidas para garantir segurança das eleições, Corte afirma que haverá ampla divulgação

vacinar
Tela do aplicativo ConecteSUS. Crédito: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nota nesta quinta-feira (20/1) em que diz que estão circulando falsas informações sobre a exigência de passaporte de vacina contra a Covid-19 para que o eleitor possa votar nas Eleições 2022. O TSE, no entanto, afirma que não há qualquer definição sobre o assunto.

O presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, reiterou não há nenhuma cogitação da Justiça Eleitoral sobre o tema. Para ele, a afirmação de que seria necessário apresentar o comprovante de vacinação “simplesmente não tem qualquer fundamento”.

Barroso acrescenta: “na ocasião própria, com a consultoria de especialistas, como foi feito em 2020, serão tomadas as medidas sanitárias que vierem a ser recomendadas”.

Nas eleições municipais em 2020, o TSE ouviu especialistas e adotou um protocolo sanitário. O Tribunal informou que qualquer decisão para as eleições deste ano seguirá o mesmo roteiro, levando em consideração recomendações feitas por especialistas.

Quando isso ocorrer, “as medidas serão amplamente divulgadas tanto para o eleitorado quanto para os veículos de imprensa”, informa a Corte.