Saúde

Judicialização

Ministro da Saúde reconhece ‘incoerência’ em editais de compra de medicamentos

Em entrevista ao JOTA, Barros diz que haverá novas regras para emergências; pepista confirma orientações para processar Anvisa

O ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP-PR) (Crédito: Wilson Dias/Agência Brasil - 13/4/2016)

O ministro Ricardo Barros (PP-PR) entra na reta final de seu período à frente da Saúde em meio a uma disputa de pelo menos R$ 250 milhões (R$ 20 milhões já pagos) em torno de contratos para distribuição de medicamentos de doenças raras, além de escalada do desabastecimento das drogas. Em entrevista ao JOTA, Barros reconhece […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.