Saúde

AGÊNCIA REGULADORA

Governo retira indicação de general a diretor da Anvisa

Versão oficial é que militar teve problemas pessoais. Vaga está aberta há cerca de 8 meses

Crédito: Anvisa - 24/05/2016

Foi publicado na edição desta sexta-feira (15/3) do Diário Oficial da União (DOU) despacho do presidente da República que torna sem efeito a indicação do general Paulo Sérgio Sadauskas ao cargo de diretor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O militar havia sido indicado exatamente 1 mês atrás. À época, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), disse ao JOTA que a medida tinha objetivo de conferir “organização e métodos” aos trabalhos da agência.

A versão oficial é de que o militar encontrou problemas pessoais e desistiu da indicação. A 5ª vaga de diretor da Anvisa está vaga desde o fim do mandato de Jarbas Barbosa há cerca de 8 meses. Trata-se do terceiro nome que é sugerido pelo governo ao cargo e não prospera.

Antes terminaram frustradas as tentativas do governo de Michel Temer (MDB) de emplacar no cargo Rodrigo Sergio Dias, ligado ao PP, e o ex-líder do governo na Câmara dos Deputados, Andre Moura (PSC-SE).

A indicação do general foi feita em momento de tensionamento entre o Ministério da Saúde e a Anvisa.  Semanas antes o ministro Mandetta havia pedido investigação sobre suposto vazamento de documentos sigilosos da Anvisa a uma empresa, em caso revelado pelo JOTA.


Faça o cadastro gratuito e leia até 10 matérias por mês. Faça uma assinatura e tenha acesso ilimitado agora

Cadastro Gratuito

Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito