Ataques à democracia

Após Câmara, Senado aprova intervenção federal no DF

A intervenção tem vigência até 31 de janeiro. O texto vai à promulgação

Senado Federal depredado / Crédito: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O Senado aprovou nesta terça-feira (10/1) o decreto presidencial que estabelece intervenção federal sobre a segurança pública do Distrito Federal. JOTA está acompanhando ao vivo os desdobramentos das invasões do Congresso, Senado e STF.

O decreto nomeia o secretário-executivo do Ministério da Justiça, Ricardo Capelli, como interventor. Com isso, ele terá o controle operacional de todos os órgãos distritais de segurança pública durante o prazo.

A intervenção foi assinada ainda no domingo (8/1) pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), após a invasão e depredação do Congresso Nacional, Palácio do Planalto e Supremo Tribunal Federal (STF).

A intervenção tem vigência até 31 de janeiro. O texto vai à promulgação.