Justiça

Nova gestão

Luciano Bandeira é eleito o novo presidente da OAB-RJ

Apoiado pelo atual presidente da OAB-RJ, Bandeira teve 55% dos votos válidos para presidir o órgão de 2019 a 2021

Luciano Bandeira OAB-RJ
Luciano Bandeira / Crédito: Reprodução YouTube

O advogado Luciano Bandeira foi eleito o novo presidente da seccional da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio de Janeiro (OAB-RJ) na noite da quarta-feira (21/11) com 55,22% dos votos válidos (30 992 votos). Bandeira comandará a entidade no triênio 2019/2021 e terá como vice Ana Tereza Basílio.

Luciano Viveiros ficou em segundo lugar, com 8.640 votos (15,38%), seguido por Roque Z Vieira com 5.279 votos (9,40%), Vitor Marcelo Rodrigues com 4.982 votos (8,87%), Fernando Orotavo com 4.086 votos (7,27%) e Rodrigo Salgado com 2.168 votos (3,86%). Votaram em branco 1.508 advogados fluminenses (2,49%), e 2.764 (4,57%) votaram nulo.

Bandeira era apoiado pelo atual presidente da seccional Felipe Santa Cruz, que em 2019 assumirá a direção da OAB Nacional.

“A vitória da nossa chapa representa a vitória da advocacia fluminense, de uma gestão que assumiu a OAB há 12 anos e mudou para sempre a história desta instituição com um trabalho de excelência que tornou-se referência em todo o país na assistência a advogados e advogadas”, disse Bandeira. “Quero agradecer a todos pela confiança, especialmente ao presidente Felipe Santa Cruz, mas não há tempo para grandes comemorações. A partir de amanhã estarei fazendo o que faço há mais de uma década na OAB: trabalhar em prol da classe”.

Além da seccional, os advogados fluminenses elegeram presidentes e diretores em 63 subseções pelo estado. Confira a lista completa.

Perfil

Luciano Bandeira Arantes, 48 anos, tornou-se bacharel pela Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) em 1994, tendo posteriormente concluído especialização em Direito Empresarial (MBA) pelo IBMEC/RJ em 2001.

Desde 2016, Luciano lidera a Comissão de Prerrogativas da OAB-RJ. Promoveu uma reformulação do núcleo, que passou a atuar de forma mais intensa e estruturada na defesa das garantias constitucionais do pleno exercício profissional da advocacia, segundo a OAB.
Foi ainda um dos criadores e também o primeiro presidente da OAB-Barra da Tijuca, nos triênios 2007/2009 e 2010/2012. Após a gestão que consolidou a nova subseção, foi eleito tesoureiro da Seccional no triênio 2013/2015, na chapa encabeçada na época por Felipe Santa Cruz.
A vice-presidente Ana Tereza Basílio, por sua vez, é formada em Direito pela Universidade Cândido Mendes e pós-graduada pela Universidade de Wisconsin, nos Estados Unidos. Já foi juíza do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro e, atualmente, é presidente da Comissão de Direito Eleitoral do Instituto dos Advogados do Brasil.

Abstenção aumentou na OAB-RJ

Dos 102.039 advogados da OAB-RJ aptos a votar em todo o estado, 60.419 compareceram aos locais de votação (59% do total). O percentual de abstenção foi de 41%, ante 36% no pleito de 2015. Entre os votos para os candidatos para presidência da Seccional em todo o estado, foram registrados 2.49% de votos brancos e 4.57% de nulos.
De acordo com a superintendência da Seccional, os índices ficaram dentro do esperado. “O aumento no número de abstenções pode ser atribuído também à sequência de feriados (Proclamação da República e Dia da Consciência Negra)”, afirma Adolfo Mathias.

Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito