O futuro do ex-presidente

Atos antidemocráticos devem agilizar julgamentos sobre inelegibilidade de Bolsonaro

Baixe gratuitamente o relatório especial e entenda o cenário das ações contra o ex-presidente que tramitam no TSE

Bolsonaro criminalmente três poderes
O ex-presidente da República Jair Bolsonaro / Crédito: Isac Nóbrega/PR

Os movimentos antidemocráticos do dia 8 de janeiro trouxeram um senso de urgência aos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) quanto às ações que discutem a inelegibilidade de Jair Bolsonaro (PL).

Se antes dos atos de vandalismo havia certa preocupação entre os ministros sobre o melhor momento para julgar as ações e evitar convulsões sociais, principalmente de alas radicais bolsonaristas, agora, eles já enxergam que o caso está maduro para ser julgado – e identificam certa fragilidade do bolsonarismo após a destruição dos prédios públicos da Praça dos Três Poderes. 

A leitura é de que há um movimento de enfraquecimento do ex-presidente entre os seus eleitores e até mesmo entre os seus aliados políticos. As cenas de depredação foram mal vistas até mesmo entre apoiadores de Bolsonaro.

No fim do ano passado, assinantes JOTA PRO Poder receberam um relatório especial sobre processos contra Bolsonaro no TSE e as perspectivas do que pode acontecer em cada um deles. Nos bastidores da Corte eleitoral o que se comenta é que a inelegibilidade de Bolsonaro é dada como certa.

O JOTA PRO Poder oferece inteligência política para empresas no Brasil. Nossos assinantes conseguem antecipar movimentações dos Três Poderes, prever cenários e encontrar todas as informações que precisam para tomar decisões. 

Agora você, leitor do site do JOTA, também pode ter acesso ao material. Clique aqui e faça o download gratuito do relatório especial.