Justiça

Ministério Público

Em liminar, Justiça impede o uso de câmeras de reconhecimento facial no metrô

Desde abril, linha amarela do Metrô instalou sensores em anúncios publicitários para captar reações dos passageiros

reconhecimento facial metrô sp
Obra na linha amarela do metrô de São Paulo foi uma das pioneiras no uso do dispute board | Crédito: Carol Teresa | Fotos Públicas | Metrô de São Paulo

A juíza Adriana Cardoso dos Reis, da 37ª Vara Cível de São Paulo, deferiu nesta sexta-feira (14/09) a tutela de urgência pedida pelo Instituto de Defesa do Consumidor (IDEC) para que a ViaQuatro, concessionária da linha 4-Amarela do Metrô de São Paulo, interrompa o uso de sensores que fazem o reconhecimento facial dos passageiros nas plataformas. […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.