Justiça

STJ

Empresa de vigilância deve indenizar moradora por furto

Mulher teve 70 joias roubadas dentro de casa. Decisão é da 3ª Turma do STJ

Alienação judicial
Crédito Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas

A 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve condenação feita a uma empresa de vigilância após invasão e furto em um dos prédios em que a companhia prestava serviço. A Corte determinou o pagamento de danos morais e materiais à moradora vítima dos crimes. A empresa, que prestava serviço de vigilância desarmada, recorreu […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.