Justiça

TJCE

CNJ condena à aposentadoria juiz acusado de vender habeas corpus pelo WhatsApp

Filho do magistrado avisava em grupo de aplicativo datas em que seu pai assumiria o plantão do TJ do Ceará

CNJ julgou juiz que vendia HC. Foto: Gil Ferreira/ Agência CNJ

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) condenou, nesta terça-feira (18/9), o juiz de segunda instância Carlos Rodrigues Feitosa à pena de aposentadoria compulsória por venda de habeas corpus. Segundo o Ministério Público, o filho do magistrado, Fernando, participava de um grupo de WhatsApp para avisar a advogados as datas em que seu pai assumiria o […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.