Justiça

Operação Spoofing

Ao autorizar prisões, juiz vê organização criminosa e diz que é essencial quebra de sigilo

Presos movimentaram R$ 627 mil em curto período de tempo. MPF viu vulnerabilidade de operadoras para ataques

Foto: Daiane Souza/UNB AGÊNCIA

Na decisão em que que autorizou a Operação Spoofing e que resultou na prisão de quatro pessoas preventivamente por ataques a celulares de autoridades, o juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, entendeu que há forte indícios da atuação de uma organização criminosa e que a prisão e quebra de sigilo telefônico […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.