Justiça

Propriedade Industrial

Produto capilar Alisena imitou características da marca Maizena, decide TJSP

Empresa terá de pagar 20% sobre faturamento com venda do produto que violou direitos de detentora de marca tradicional

Crédito: Reprodução do processo

A 2ª Câmara Reservada de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP) condenou a empresa Muriel Cosméticos (GFG Cosméticos), fabricante do produto capilar Alisena, a indenizar a Unilever pela prática de apropriação do trade dress alheio. O processo tramita sob o número 1093251-56.2017.8.26.0100. Para o tribunal, a linha Alisena imitou o conjunto-visual “com […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.