Justiça

desigualdade de gênero

Desde 2014, nenhuma mulher é indicada a um tribunal superior no Brasil

Na última década mulheres foram chamadas a ocupar menos de 14% das vagas no STF, STJ, TST e STM

mulheres
Na imagem, as ministras indicadas nos últimos dez anos. De cima para baixo e da esquerda para a direita: Rosa Weber, do STF, Regina Helena Costa, Assusete Magalhães e Isabel Galotti, do STJ, e Maria Helena Mallmann e Delaíde Alves Miranda Arantes, do TST / Crédito: Montagem JOTA

Se tiver seu nome aprovado pelo Senado, o desembargador Kassio Nunes, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro ao Supremo Tribunal Federal (STF), ocupará não só uma cadeira na mais alta Corte do Poder Judiciário brasileiro e também fará parte das estatísticas que demonstram a dificuldade de acesso das mulheres aos tribunais superiores do país. A indicação […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.