Jotinhas

Igualdade

STJ cria grupo de trabalho para aumentar participação institucional das mulheres

Medida atende a resolução do CNJ sobre política nacional de incentivo à participação feminina no Judiciário

participação
Crédito: Flickr/@stjnoticias

A presidência do Superior Tribunal de Justiça (STJ) baixou uma portaria instituindo a criação de um grupo de trabalho para garantir a participação institucional das mulheres no tribunal. O documento, portaria STJ/GP 352, data da última quarta-feira (21/11).

A criação do grupo de trabalho atende à Resolução 255 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), de setembro deste ano – a norma institui a política nacional de incentivo à participação feminina no poder Judiciário.

Segundo a norma do CNJ, todos os ramos do Judiciário devem adotar medidas para garantir a igualdade de gênero no ambiente institucional como, por exemplo, a proposição de mecanismos para incentivar a participação de mulheres nos cargos de chefia e assessoramento.

A ideia, no STJ, é começar a aplicar a política nacional de incentivo à participação feminina no Poder Judiciário. De acordo com a portaria, assinada pelo presidente do tribunal, ministro João Otávio de Noronha, o grupo de trabalho tem 60 dias para apresentar um relatório.


Você leu 1 de 3 matérias a que tem direito no mês.

Login

Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito