Jotinhas

PANDEMIA

Novembro começa com retorno das aulas presenciais em pelo menos quatro estados

AC, RN, BA e PE autorizaram o retorno das aulas presenciais em diferentes níveis do ensino.

Fundef escola ideologia de gênero
Foto: Pedro Ribas/ANPr

A primeira semana de novembro, mais curta por causa do feriado dos Finados, teve poucas medidas de abertura, flexibilização ou fechamento de atividades econômicas pelos estados e capitais. No entanto, alguns estados tiveram mudanças relevantes, principalmente na área da educação.

No Rio Grande do Sul, todas as regiões do estado estão na fase laranja do plano de distanciamento e retomada econômica, mas a justiça estadual determinou que as aulas presenciais da rede pública já podem ser retomadas a partir desta sexta (6/11). O estado havia autorizado o retorno apenas para a rede privada.

Desde segunda-feira (3/11), escolas públicas e privadas estão autorizadas a retomar as aulas na Bahia.  E no Acre, o retorno das aulas e demais atividades presenciais das escolas públicas e privadas será opcional e poderá ter início a partir de 16 de novembro. 

Já em Pernambuco foi mantida a suspensão das aulas presenciais para a Educação Infantil e o Ensino Fundamental nas escolas e demais instituições de educação básica, públicas ou privadas, pelo menos até 9 de novembro. 

A retomada do ensino fundamental da rede privada está prevista para 10 de novembro; e da educação infantil privada, a partir de 24 de novembro. Os pernambucanos já podem realizar eventos corporativos, institucionais e sociais com até 50% da capacidade do ambiente e no máximo 300 pessoas. 

Continuam suspensas no Paraná as aulas presenciais em escolas estaduais públicas e privadas, inclusive nas entidades conveniadas com o estado, e em universidades públicas. Mas, foram autorizadas as aulas práticas de laboratórios e de estágios supervisionados obrigatórios na rede de educação básica que ofertam o ensino profissionalizante.

O governo de São Paulo liberou visitas familiares às penitenciárias, suspensas desde março no estado. E no Espírito Santo, foram autorizados os eventos sociais com até 300 convidados e o uso de espaços de lazer e recreação infantil nos municípios classificados com risco baixo de contaminação.

Capitais

Entre as capitais, a prefeitura de Salvador autorizou a retomada das atividades letivas nas instituições de ensino superior, públicas e particulares. Em Natal,  também foram liberadas as aulas.

Campo Grande autorizou o retorno gradativo das atividades dos Centros de Convivência de Idosos e das Organizações da Sociedade Civil que prestam serviços para idosos. E, seguindo a tendência de flexibilização na área da cultura, Goiânia revogou a suspensão de apresentação da Orquestra Sinfônica da capital e similares.

João Pessoa autorizou o funcionamento de auditórios, teatros e bares com música ao vivo e Natal liberou as aulas práticas de formação de condutores. Já Fortaleza e Florianópolis prorrogaram as medidas de isolamento social até 8 e 14 de novembro, respectivamente.

As medidas podem ser acompanhadas pelo sistema Tracking, desenvolvido pelo JOTA, para identificar todas as decisões tomadas pelos poderes Executivo e Legislativo, dos estados e capitais, durante a pandemia.