Jotinhas

Maranhão

Em audiência, juíza manda prender advogado, que manda prender juíza

No Maranhão, magistrada teria impedido defensor de ver processo que seria julgado. OAB e TJMA apuram episódio

Fórum onde ocorreu o episódio, no MA - Crédito: Reprodução Wellington Frazão

Em audiência ocorrida na manhã desta terça-feira (5/6) no 1º Juizado Criminal do Fórum Sarney Costa, em São Luís (MA), a juíza Andréa Permulter teria dado voz de prisão ao advogado Tufi Maluf que, na sequência, deu voz de prisão à magistrada.

As informações são do blog do Diego Emir. Segundo o advogado, a juíza teria lhe impedido de acessar o processo que seria julgado nesta terça-feira. Revoltado, ele teria reagido e, então, recebido a voz de prisão.

Em vídeo, é possível ouvir o advogado dizer que “ela [juíza] me mandou calar a boca”. “Se a senhora me dá voz de prisão, eu dou voz de prisão na senhora por abuso de autoridade”, falou o defensor. “Eu não admito ela me mandar calar a boca. A senhora me respeite.”

Em outro vídeo, policiais militares tentam acalmar o advogado. “Chame o major e mandem me prender. Prendam o advogado aqui dentro”, diz Tufi Maluf aos policiais. A audiência é encerrada na sequência sem ninguém ser preso.

O Tribunal de Justiça do Maranhão, por meio de sua assessoria de imprensa, informou que está apurando os fatos e ainda não conseguiu contato com a juíza.

Ao JOTA, o presidente da OAB-MA, Thiago Roberto Moraes Diaz, disse que a entidade, por meio de sua Comissão de Prerrogativas, está investigando o ocorrido que, confirmado, poderá levar a uma representação contra Permulter no Conselho Nacional de Justiça (CNJ).


Você leu 1 de 3 matérias a que tem direito no mês.

Login

Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito