Governo Lula

Em visita à China, Lula assina 15 acordos entre os dois países, com foco em economia

A expectativa do Ministério da Fazenda é de que esses atos somem cerca de R$ 50 bilhões em investimentos

lula china
Presidente Lula em viagem à China | Crédito: Ricardo Stuckert/PR

Em visita à China, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou 15 acordos entre os dois países, com foco principal na retomada da economia brasileira. A expectativa do Ministério da Fazenda é de que esses atos somem cerca de R$ 50 bilhões em investimentos.

Os documentos foram assinados em cerimônia com o líder chinês, Xi Jinping, em Pequim, nesta sexta-feira (14/4). Na ocasião, Lula afirmou querer que a relação entre os dois países “transcenda a questão comercial”.

Entre os acordos assinados, há uma parceria para construção do CBERS-6, o sexto de uma linha de satélites. Os modelos mais recentes possuem uma tecnologia que permite monitorar biomas como a Floresta Amazônica, mesmo com nuvens.

No encontro, Lula também pediu compromisso da China no combate às mudanças climáticas. “Contamos com a China na nossa luta pela preservação do planeta Terra, defendendo uma política climática mais saudável. Em que as pessoas possam respirar ar mais puro e beber água mais limpa. Para isso, é extremamente importante uma transição energética para que a gente possa produzir energia mais limpa, sobretudo eólica, solar, biomassa”, disse Lula.

Veja a lista de acordos:

  • Memorando de entendimento sobre o grupo de trabalho de facilitação de comércio entre o Ministério das Relações Exteriores e o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços da República Federativa do Brasil e o Ministério do Comércio da República Popular da China;
  • Protocolo complementar sobre o desenvolvimento conjunto do CBERS-6 entre o governo da República Federativa do Brasil e o governo da República Popular da China ao ‘acordo-quadro sobre cooperação em aplicações pacíficas de ciência e tecnologia do espaço exterior entre o governo da República Federativa do Brasil e o governo da República Popular da China’;
  • Memorando de entendimento sobre cooperação em pesquisa e inovação entre o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação da República Federativa do Brasil e o Ministério da Ciência e Tecnologia da República Popular da China;
  • Memorando de entendimento entre o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação da República Federativa do Brasil e o Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação da República Popular da China sobre cooperação em tecnologias da informação e comunicação;
  • Memorando de entendimento entre o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços da República Federativa do Brasil e a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma da República Popular da China para a promoção do investimento e cooperação industrial;
  • Memorando de entendimento sobre o fortalecimento da cooperação em investimentos na economia digital entre o Ministério do Comércio da República Popular da China e o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços da República Federativa do Brasil;
  • Memorando de entendimento (“MDE”) entre o Ministério da Fazenda do Brasil e o Ministério das Finanças da China;
  • Memorando de entendimento sobre cooperação em informação e comunicações entre o Ministério das Comunicações da República Federativa do Brasil, a Agência Nacional de Telecomunicações da República Federativa do Brasil e o Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação da República Popular da China;
  • Acordo de coprodução televisiva entre o governo da República Federativa do Brasil e o governo da República Popular da China;
  • Memorando de entendimento entre Grupo de Mídia da China e Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República Federativa do Brasil;
  • Acordo de cooperação entre Agência de Notícias Xinhua e Empresa Brasil de Comunicação;
  • Memorando de entendimento entre o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, o Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar da República Federativa do Brasil e o Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais da República Popular da China na cooperação para o desenvolvimento social e rural e combate à fome e à pobreza;
  • Plano de cooperação espacial 2023-2032 entre a Administração Espacial Nacional da China e a Agência Espacial Brasileira;
  • Plano de trabalho Brasil-China de cooperação na certificação eletrônica para produtos de origem animal;
  • Protocolo entre o Ministério da Agricultura e Pecuária da República Federativa do Brasil e a Administração-Geral de Aduanas da República Popular da China sobre requisitos sanitários e de quarentena para proteína processada de animais terrestres a ser exportada do Brasil para a China.