Trabalho

Covid-19

TST: Presidente Maria Cristina Peduzzi tem alta hospitalar

Ministra, uma das autoridades que teve Covid-19 depois da posse de Fux, estava internada desde 20 de setembro

Maria Cristina Peduzzi, presidente do TST / Crédito: Giovanna Bembom/TST

A ministra Maria Cristina Peduzzi, presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), teve alta hospitalar e retornou a Brasília na manhã desta terça-feira (6/10). A ministra estava internada no Hospital Sírio-Libanês de São Paulo desde o dia 20 de setembro, e chegou a fazer uso de cateter nasal de oxigênio e medicamentos venosos.

A ministra foi diagnosticada com Covid-19 dias após comparecer à posse do ministro Luiz Fux na presidência do Supremo Tribunal Federal (STF). Peduzzi retomará as atividades da presidência do TST a partir do próximo sábado (10/10).


Em nota divulgada à imprensa, Peduzzi agradece a equipe médica do hospital. “Nas pessoas dos doutores Roberto Kalil, David Uip e Carlos Carvalho, expresso minha gratidão pela excelência do atendimento, pela dedicação e pelo carinho de todos os integrantes da equipe, médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, técnicos e apoio. Estendo meus agradecimentos à equipe do Hospital Sírio-Libanês de Brasília, na pessoa dos doutores Carlos Rassi e Gustavo Fernandes, que me atenderam nos primeiros dias com muita eficiência. Agradeço a Deus, que me conduziu por esse caminho”, afirmou a ministra.

Além de Peduzzi, outras autoridades testaram positivo para Covid-19 dias após a posse de Fux, incluindo o próprio Fux. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o procurador-geral da República, Augusto Aras, e os ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Luís Felipe Salomão e Antonio Saldanha Palheiro também testaram positivo.


Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito