HEMODERIVADOS

MPF recomenda que ministro devolva gestão do plasma no Brasil à Hemobrás

Portaria de 2017 retirou atribuições da estatal, diz procuradora. Produto parado custa R$ 10 milhões

A Hemobrás foi criada para gerenciar o plasma no Brasil | divulgação/Hemobrás

O Ministério Público Federal (MPF) em Pernambuco recomendou nesta semana que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), edite ato normativo, em até 30 dias, para que a Hemobrás assuma a coleta, triagem e fracionamento do plasma brasileiro, além da distribuição dos medicamentos hemoderivados ao SUS. A pasta tem 10 dias úteis para responder à […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.