Agregador de Pesquisas

Quaest

Avaliação do governo Bolsonaro atinge pior nível em série de pesquisa

Cresce consistentemente a avaliação negativa entre os eleitores que votaram em Bolsonaro em 2018

exames de Bolsonaro
Jair Bolsonaro, presidente da República / Crédito: Marcos Corrêa/PR

Nova rodada de pesquisa da Quaest mostra que os brasileiros estão preocupados com o futuro do país (71%), acham que o Brasil está piorando (54%) e indo na direção errada (63%). Na mesma pesquisa, o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) atingiu o seu pior patamar de avaliação na série história do instituto.

O grau de ruim e péssimo para o governo Bolsonaro chegou a 54%. Eram 48% no final de abril e 32% em dezembro de 2019. São 56% os que acham que Bolsonaro faz um governo pior do que eles esperavam.

Por outro lado, são 21% os que consideram o governo ótimo e bom, contra 23% os que acham o governo regular. A série histórica de pesquisas da Quaest segue a mesma metodologia, o que permite a comparação de tendências. A pesquisa foi feita com 1000 respondentes dos 26 estados e do Distrito Federal. O recrutamento digital foi feito via convites aleatórios em painel de eleitores – posteriormente foi realizado um trabalho de pós-estratificação.

Os valores da nova pesquisa estão acima do último agregador do JOTA, divulgado no dia 12 de junho. Naquela data, a avaliação negativa (ruim e péssimo) foi estimada em 45,7%, e avaliação positiva (ótimo e bom) estimada em 27,9% da população. A avaliação regular ficou em 22,4%. Mas a curva do agregador já mostrava aumento da avaliação negativa.

Os valores do agregador representam a mediana calculada pelo modelo de agregação de pesquisas. Considerando os intervalos de credibilidade calculados, a avaliação negativa do governo estava entre 41% e 50,5%. Já a avaliação positiva pode variar entre 23% e 32,5% e a avaliação neutra entre 18% e 26%.

O agregador JOTA será atualizado com a nova pesquisa.  Trata-se de uma ferramenta exclusiva que leva em consideração mais de 500 pesquisas de opinião conduzidas no país nos últimos 32 anos, comparando 11 governos e 8 presidentes. São 119 pesquisas nacionais apenas no governo Bolsonaro. A ferramenta interativa está disponível aqui: https://data.jota.info/aprovacao/.

Ideologia e renda

Os grupos que se autoidentificam como de direita avaliam bem o governo Bolsonaro e são uma fortaleza do presidente. Nesse grupo, avaliação positiva atinge 48%, ante 19% de negativa.

Ainda assim cresce consistentemente a avaliação negativa entre os eleitores que votaram em Bolsonaro em 2018. No começo de março deste ano, entre os que declararam voto no presidente na última eleição apenas 9% avaliavam mal o governo. Agora, 22% acham que o governo Bolsonaro é ruim ou péssimo.

A pesquisa também confirma uma mudança na base de apoio do presidente. Agora, seu melhor resultado é obtido entre as pessoas que ganham até 2 salários mínimos.


Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito