Agregador de Pesquisas

JOTA labs

Agregador JOTA: 49,8% da população considera governo Bolsonaro ‘ruim’ ou ‘péssimo’

JOTA lança o Risco Calculado, série mensal de vídeos com informações que trarão previsibilidade para empresas

governo bolsonaro
O presidente da República Jair Bolsonaro durante pronunciamento / Crédito: Anderson Riedel/PR

Praticamente metade da população brasileira — exatamente 49,8%avalia o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) como “ruim” ou “péssimo”. Já a taxa de avaliação positiva, é de 26%, e a regular, 21,6%. É o que indica a nova atualização do agregador de pesquisas de popularidade do JOTA Labs, disponível, também, no primeiro vídeo do “Risco Calculado“, nova série mensal de vídeos do JOTA que trará análises quantitativas sobre as instituições brasileiras, com o objetivo de  promover a previsibilidade para o ambiente de negócios.

Considerando o intervalo de credibilidade, que é um estudo da previsão de números, similar à margem de erro, a avaliação negativa do governo para os próximos 30 dias, na avaliação dos analistas do JOTA, deve permanecer entre 45% e 53%. Já a avaliação positiva pode variar entre 22% e 30% e a regular, entre 18% a 26%. A previsão é divulgada com exclusividade, semanalmente, para os assinantes do JOTA PRO Poder, e agora mensalmente, na série “Risco calculado”. Saiba mais sobre o JOTA PRO Poder.

Agregador, o que é?

O agregador JOTA é uma ferramenta exclusiva que leva em consideração mais de 600 pesquisas de opinião conduzidas no país nos últimos 34 anos, comparando 11 governos e 8 presidentes. São mais de 220 pesquisas nacionais coletadas apenas durante o governo de Jair Bolsonaro, uma média de pesquisa a cada 4 dias.

O JOTA prefere utilizar informações agregadas a basear-se em números de uma única pesquisa ou empresa. Cada instituto de pesquisa tem seu próprio método de seleção, coleta e análise das respostas. Por isso, o JOTA desenvolveu um modelo estatístico de agregação – o modelo proprietário – que permite comparar resultados de diferentes pesquisas, calibrando com base na performance passada de cada instituto.