Thimotie Aragon Heemann

Bacharel em Direito pela Fundação Escola Superior do Ministério Público do Rio Grande do Sul (FMP). Promotor de Justiça do Ministério Público do Estado do Paraná, atualmente na Comarca de Santo Antônio do Sudoeste/PR. Colaborador no Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Direitos Humanos do Ministério Público do Estado do Paraná (CAOPJDH). Colaborador do Núcleo de Promoção da Igualdade Étnico-Racial (NUPIER) do Ministério Público do Estado do Paraná. Colaborador no Centro de Apoio Operacional às Promotorias Cíveis, Fundações e com Atuação no Terceiro Setor (CAOPCFT) Palestrante. Professor de Direito Constitucional e Direitos Humanos do Curso CEI, da Fundação Escola do Ministério Público do Estado do Paraná (FEMPAR) e da Escola da Magistratura do Estado do Paraná (EMAP). Autor de livros e artigos jurídicos

Dosimetria da pena em crimes contra as mulheres – parte 4

A aplicação da perspectiva de gênero pelo STJ em crimes sexuais e contra a vida

mulher violência doméstica feminicídio
Crédito: Arquivo/Agência Brasil

Últimas Notícias sobre

  1. importunação sexual
    Crédito: Unsplash

    Direito dos Grupos Vulneráveis

    Importunação sexual, perspectiva de gênero e impossibilidade de acordos penais

    Três razões pelas quais não há espaço para a consensualidade no delito previsto no artigo 215-A do Código Penal

  2. mulher violência doméstica feminicídio
    Crédito: Arquivo/Agência Brasil

    Direito dos Grupos Vulneráveis

    Impactos da violência doméstica contra a mulher no Direito Civil

    A aplicação da perspectiva de gênero em institutos clássicos do direito privado segundo o STJ

  3. STJ
    Fachada do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Crédito: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil

    desigualdade

    Emenda constitucional da relevância e grupos vulneráveis

    Criação do novo filtro é prejudicial às camadas mais pobres da população e elitiza o acesso ao STJ

  4. mulher
    Crédito: Pexels

    Direito dos Grupos Vulneráveis

    Dosimetria da pena em crimes contra mulheres – parte 3

    Na parte final deste estudo, é hora de analisarmos as agravantes e atenuantes a partir da perspectiva de gênero

  5. dosimetria crimes contra mulheres
    Crédito: Unsplash

    Direito dos Grupos Vulneráveis

    Dosimetria da pena em crimes contra mulheres – Parte 2

    Prosseguimos no estudo da perspectiva de gênero na jurisprudência do STJ

  6. STJ
    Fachada do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Crédito: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil

    Direito dos Grupos Vulneráveis

    Dosimetria da pena em crimes contra mulheres

    Em busca da perspectiva de gênero na jurisprudência do STJ

  7. precaução
    Crédito: Unsplash

    Direito dos Grupos Vulneráveis

    Princípio da precaução e medidas protetivas de urgência

    Havendo suspeita ou dúvida acerca da perigosidade da situação narrada, mulheres e meninas devem ser protegidas

  8. escusas absolutórias
    Crédito: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

    Direito dos Grupos Vulneráveis

    Escusas absolutórias são incompatíveis com atual estágio do Direito das Mulheres

    Uma análise a partir da perspectiva de gênero e do controle de convencionalidade

  9. súmula 317
    Salão Nobre do STJ. Crédito: Sergio Amaral/STJ

    Direito dos Grupos Vulneráveis

    A aplicação da Lei Maria da Penha às mulheres trans

    Embora o tema esteja pendente de apreciação no STJ, desfecho parece ser óbvio ululante

  10. Lei de Improbidade
    Crédito: Unsplash

    Direito dos Grupos Vulneráveis

    A reforma da Lei de Improbidade e a desproteção de grupos vulneráveis

    Por que as recentes alterações na LIA enfraqueceram a defesa de direitos humanos