Luiza Aparecida de Barros

Doutoranda, mestre (2017) e graduada (2004) em serviço social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Atualmente é Assistente Social Agente de Defensoria na Unidade Osasco da Defensoria Pública do Estado de São Paulo. Membro do grupo de pesquisa Maternidades vulneráveis: mulheres gestantes, mães e crianças em situação de vulnerabilidade social, ligado à Escola da Defensoria Pública do Estado de São Paulo — EDEPE (2017). Pesquisadora no Núcleo de Estudos e Pesquisa em Ética e Direitos Humanos – NEPEDH da PUC-SP desde 2019. Autora do livro Serviço Social na Defensoria Pública: Potências e Resistências, Cortez, 2017. E-mail: labarros@defensoria.sp.def.br.

Podemos dizer que existe roubo de bebês pelo Estado brasileiro?

Maternidades vulneráveis: roubo e tráfico de bebês cometido pelo Estado

Crédito: Unsplash

Últimas Notícias sobre

    Recomendados

    LGPD

    Casa JOTA

    Aprovômetro

    TJSP

    Reforma tributária

    reforma administrativa

    Regulação

    Liberdade de Expressão