Fábio Ribeiro Porto

Mestre em Direito na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Pós-graduado em Direito Privado na Universidade Federal Fluminense (UFF). Juiz de Direito e professor universitário. Professor palestrante da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (EMERJ). Professor da Escola de Administração Judiciária do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Professor do Curso de Pós-Graduação em Direito Privado da Universidade Federal Fluminense (UFF). Ex membro da Comissão Judiciária de Articulação dos Juizados Especiais do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (COJES). Membro do Comitê Gestor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (CGTIC). Membro do Comitê Gestor de Segurança da Informação do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (CGSI). Ex juiz auxiliar da Corregedoria Geral da Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Ex juiz auxiliar da Presidência do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio de Janeiro. Juiz auxiliar da Presidência do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Juiz auxiliar da Presidência do Conselho Nacional de Justiça.

Os ‘Núcleos de Justiça 4.0’: inovação disruptiva no Poder Judiciário brasileiro

Sistema possibilita prestação jurisdicional mais efetiva, em tempo razoável e menos custosa ao cidadão

Crédito: CNJ/Divulgação

Últimas Notícias sobre

  1. Crédito: CNJ/Divulgação

    Juiz Hermes

    O cumprimento digital de ato processual e o fim das cartas precatórias

    Resolução do CNJ apresenta nova realidade para a Justiça Brasileira: o Judiciário 4.0

    Valter Shuenquener de Araújo, Anderson de Paiva Gabriel, Fábio Ribeiro Porto

  2. Crédito: Pexels

    Transformação digital

    ‘Juízo 100% digital’ e transformação tecnológica da Justiça no século XXI

    Novo modelo de trabalho utiliza todo o potencial que a tecnologia pode fornecer ao Poder Judiciário

    Valter Shuenquener de Araújo, Anderson de Paiva Gabriel, Fábio Ribeiro Porto

Recomendados

LGPD

Casa JOTA

Aprovômetro

TJSP

Reforma tributária

reforma administrativa

Regulação

Liberdade de Expressão


Sair da versão mobile