Advocacia

Contágio

Coronavírus: OAB adia 2ª fase do Exame de Ordem de 5 de abril para 31 de maio

São cerca de 30 mil inscritos que devem fazer a prova

mulheres Exame de Ordem
Crédito: OAB/Ceará

Depois de suspender as sessões e eventos internos, o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) decidiu , nesta segunda-feira (16/3), adiar também o Exame de Ordem em decorrência do estado de pandemia do coronavírus. Previsto para 5 de abril, a segunda fase da prova, a etapa prático-profissional, foi remarcada para 31 de maio. Cerca de 30 mil candidatos devem fazer a prova.

“A Coordenação Nacional do Exame de Ordem Unificado, seguindo as recomendações emitidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e considerando a caracterização do coronavírus como uma pandemia, bem como o disposto na portaria n° 188/GM/MS, de 4 de fevereiro de 2020, publicada pelo Ministério da Saúde, que declara emergência em saúde pública de importância nacional (ESPIN), e a resolução n° 06/2020 do Conselho Federal da OAB, e considerando a necessária adoção de medidas de prevenção à contenção do coronavírus, resolve alterar para o dia 31 de maio de 2020 a aplicação da prova prático-profissional do XXXI Exame de Ordem Unificado em todo o território nacional, a fim de auxiliar na diminuição da propagação do coronavírus (convid-19), bem como a proteção da saúde de todos os inscritos na prova”, diz o comunicado.

A nota diz, ainda, que outras providências a serem tomadas e demais informações acerca do novo cronograma serão divulgadas em outro momento. Os locais de prova, por exemplo, seriam informados aos candidatos  em 30 de março. 

O resultado final da 1ª fase do XXXI Exame de Ordem Unificado, a fase objetiva, foi divulgado na última quinta-feira (12/3). A aprovação no Exame de Ordem é requisito para a inscrição nos quadros da OAB como advogado e pode ser prestado por bacharel em direito, ainda que pendente apenas a sua colação de grau, formado em instituição regularmente credenciada.