após sustentações

Julgamento sobre imunidade das exportações indiretas no STF é adiado para 12/2

O resultado do julgamento interessa ao setor agroindustrial, já que os recursos envolvem pagamento do Funrural

CNJ; corrupção, exportações
Presidente do STF, ministro Dias Toffoli durante sessão plenária. Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF (25/04/2019)

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) adiou para o dia 12 de fevereiro o julgamento dos processos por meio do qual os ministros decidirão se a imunidade garantida às exportações abrange também as exportações indiretas, realizadas por meio de trading companies. O resultado do julgamento interessa especialmente ao setor agroindustrial, já que os recursos […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.