Trabalho

Direito do Trabalho

MPT vê indícios de discriminação em demissão de professores da Estácio

Universidade demitiu 1.200 profissionais. Segundo relatos, iria contratar substitutos em regime intermitente

Reintegração
Crédito Fernando Frazão/Agência Brasil

O Ministério Público do Trabalho no Rio de Janeiro (MPT-RJ) diz ter encontrado “indícios veementes e gritantes” de que a Universidade Estácio de Sá pode ter usado uma “política discriminatória” na demissão de 1.200 professores em todo o país. Se confirmado, o caso pode ser caracterizado como de discriminação indireta, o que tornaria nulas as demissões. […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.