Saúde

Coronavírus

Prefeitura de São Paulo estuda ‘megaferiadão’ para evitar colapso na Saúde

Medida também é estudada pelo governo do estado de São Paulo

são paulo
São Paulo / Crédito: Unsplash/instagram.com/serjosoza

A Prefeitura de São Paulo discute neste momento a adoção de um ‘megaferiado’ prolongado para fazer frente à pressão sobre a rede municipal de saúde em razão da explosão de casos de Covid-19 que exigem hospitalização na cidade.

A ideia em debate com a equipe do prefeito Bruno Covas é antecipar os dois feriados municipais deste ano (Consciência Negra e Corpus Christi) e três feriados do ano que vem (25 de janeiro, Consciência Negra e Corpus Christi) para emendar toda a semana que vem para os moradores da capital.

A medida depende de aprovação na Câmara Municipal, que deve ser convocada em caráter de emergência para votar o tema.

O objetivo do governo Covas é aumentar o distanciamento social no momento mais trágico da pandemia. Ontem, foi registrado o primeiro óbito de paciente por falta de vagas em UTIs na rede paulistana.

O governador João Doria também avalia a antecipação do feriado estadual de 9 de julho para as próximas semanas. A medida também depende de aval da Assembleia Legislativa.