Do Supremo

R$ 2,8 bilhões

PGR pede para STF suspender contrato com empresa americana para operar satélite

Raquel Dodge afirma que o contrato é duvidoso. Decisão do STF pode influenciar nos planos do governo Bolsonaro

Satélite brasileiro
Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas. Crédito: NASA / JHUAPL

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, recorreu da decisão da ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), de liberar o contrato de R$ 2,8 bilhões firmado entre a Telebras e a empresa americana ViaSat Inc para exploração do Satélite Geoestacionário Brasileiro de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC). Se for o recurso for acolhido na […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.