Do Supremo

Benefício

PGR é contra trabalho na Câmara para deputado condenado por crime no mandato

Dodge entende que situação é diferente de outros parlamentares presos no semiaberto e que atuam no Congresso

bloqueio; procuradores; públicos
A procuradora-geral da República, Raquel Dodge Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A procuradora-geral da República (PGR), Raquel Dodge, questionou (agravo regimental na AP 644) no Supremo Tribunal Federal (STF) autorização para que deputado condenado por crime cometido no exercício do mandato mantenha atividades na Câmara, como trabalho externo no cumprimento do regime semiaberto. O caso envolve decisão do ministro Gilmar Mendes, que permitiu ao deputado federal Nilton […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.