Do Supremo

Delação do fim do mundo

PGR avalia em R$ 21 milhões prejuízo por falta de correção em multas de delatores

Dodge defende no STF que valores depositados em contas judiciais sejam corrigidos pela CEF. Casos envolvem Odebrecht

pensão vitalícia PGR; Ministério Público; pgr; TCM
Créditos: Fotos Públicas / José Cruz/Agência Brasil

A Procuradoria-Geral da República avalia um prejuízo de ao menos R$ 21 milhões pela falta de correção nos valores depositados em contas judiciais em decorrência de multas extrapenais acertadas em acordos de delação premiada. O número leva em consideração apenas os acordos envolvendo os executivos da construtora Odebrecht. Em manifestação enviada ao Supremo Tribunal Federal, […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.