Do Supremo

Novo ministro

Luiz Fux marca posse de Kassio Nunes no STF para o dia 5 de novembro

Cerimômia será estritamente virtual, conforme informou a assessoria do tribunal

kassio nunes luiz fux stf
Presidente do STF, Luiz Fux, se reune com Kassio Nunes. Foto: Fellipe Sampaio/STF

O desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) Kassio Nunes toma posse como ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), na vaga antes ocupada por Celso de Mello, em 5 de novembro, às 16h. A data foi definida em audiência dele com o presidente da Corte, ministro Luiz Fux, na tarde desta quinta (22/10).

Eles estiveram reunidos por cerca de uma hora, para definir data e detalhes. A posse será “estritamente virtual”, conforme informou a assessoria de imprensa. A posse de Fux como presidente da Corte, feita com a presença de representantes de tribunais, entidades, familiares no plenário, ainda que com número restrito, acabou com o saldo de oito autoridades contaminadas por Covid-19, incluindo o próprio Fux, primeiro a anunciar ter testado positivo.

A indicação de Nunes foi aprovada pelo Senado nesta quarta-feira (21/10), por 57 votos a 10. A sabatina durou mais de oito horas e o agora nomeado rebateu críticas a seu currículo e defendeu independência entre Poderes.

Kassio Nunes se definiu como garantista na seara penal, defendeu a independência entre os Poderes, disse privilegiar o colegiado, se esquivou de responder sobre direitos LGBT e fake news, rebateu críticas à sua formação acadêmica e exaltou sua trajetória profissional por ter começado em família pobre e sem relações com o mundo do Direito.


Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito